Israel: Estudante roubou vários objetos de Auschwitz para projeto de arte

Posted julio 19, 2017 9:01 pm by

Rotem Bides, uma estudante de arte israelita de 27 anos de idade, encontra-se agora em maus lençóis após admitir ter roubado vários objetos do campo de concentração de Auschwitz para exibir durante uma mostra de arte em Jerusalém feita no âmbito do seu curso.

A informação foi revelada pelo jornal israelita Yedioth Ahronoth, que adianta que a mulher será alvo de um processo por parte do museu de Auschwitz.

Bides foi roubando os artigos nas seis visitas que fez ao local: fragmentos de vidro, tigelas, um parafuso, amostras de solo e até uma placa que avisava contra o roubo de objetos. As imagens da exibição, na faculdade Beit Berl, mostravam os vários artigos. A exibição foi, entretanto, removida pela faculdade, de acordo com o Guardian.

Bides, ela própria neta de sobreviventes do campo de concentração, sempre manifestou muito interesse pelo Holocausto, dado o seu passado familiar, e tem receio que “depois de todos os sobreviventes morrerem, o Holocausto se torne um mito”, justificando assim as suas ações.

O museu de Auschwitz-Birkenau, para além da ameaça do processo, exigiu, através de comunicado, que todos os objetos roubados sejam devolvidos, descrevendo o incidente como “doloroso e um ultraje”. “O memorial Auschwitz-Birkenau é um local protegido que serve de testemunho da tragédia que foi o Holocausto e a Segunda Guerra Mundial, e que deve ser preservado pelas gerações futuras. É difícil conceber uma justificação para um roubo, mesmo sendo arte, o que parece uma tentativa de angariar publicidade”, escreve o comunicado citado pelo Guardian.